7 dicas para cultivar Phalaenopsis

Cultivar Phalaenopsis é praticamente uma arte. Requer cuidado e ainda promove uma conexão com a natureza que muitas pessoas, em suas vidas urbanas, não conseguiriam de outra maneira. Conforme aprendemos sobre as orquídeas, melhoramos cada vez mais os cuidados com elas.

Foi pensando nisso que decidimos listar 7 dias diferentes que ajudam a cultivar Palaenopsis com mais habilidade e conhecimento. Afinal, as dicas básicas e os cuidados essenciais para o cultivo da Phalaenopsis já foram publicadas por aqui (confira também os cuidados nas diferentes épocas do ano).

 

Confira algumas sugestões para cultivar Phalaenopsis:

1- Excesso de luz deixa as folhas amareladas

A primeira dica para cultivar Phalaenopsis é observar as folhas: elas costumam ficar amarelas em caso de excesso de luz!

 

2– Falta de luz: cores escuras

Caso as plantas passem a ter cores verde-escuras, isso indica falta de luz. Muitas vezes, a mudança de estação muda a iluminação da sala e já traz efeitos com a falta de luz à orquídea. A falta de luminosidade também tende a fazer com que as folhas cresçam de  forma  mais alongada,  além de impedirem a Phalaenopsis de florescer.

 

3- Cuidado com a circulação do ar

Quando o inverno chega, a temperatura mais baixa geralmente faz com que a sala fique com as janelas fechadas. Em alguns casos, é possível que surjam fungos nas folhas e flores. Por isso, é importante garantir não apenas luz, mas também ventilação à planta – especialmente sob tempo chuvoso!

 

4- Elas gostam de “amiguinhas”

Colocar as Phalaenopsis com outras plantas é possível! Mas antes, é preciso saber quais plantas podem acompanhar as orquídeas em um mesmo vaso, e o ideal é escolher aquelas que ajudam a afastar os “inimigos” da orquídea. A dica é plantar hortelã próxima da orquídea para evitar formigas, ou cebolinha verde para ajudar a combater pulgões e lagartas!

 

5- Evite temperaturas abaixo dos 15ºC

As orquídeas adoram uma variação de temperatura ao longo do dia. Mas uma coisa que ela não gosta muito é quando o clima fica abaixo dos 15 graus. Por isso, em caso de muito frio, o segredo é tirar o vaso do espaço externo e deixar dentro de casa durante a noite (ou todo o inverno, dependendo da temperatura).

 

6- Em caso de insetos… compre tabaco

Se as orquídeas são atacadas por insetos que mastigam as folhas, tem uma receita caseira capaz de afastá-los: a calda de fumo! Para preparar, basta ferver 100g de fumo de rolo picado (o tabaco preparado para cigarros de palha) em 1,5 litro de água. Depois, basta acrescentar uma colher de chá de sabão de coco em pó, colocar o preparado em um borrifador para aplicar na planta que sofre do problema.

 

7- Canela em pó na ferida

A canela em pó funciona como o “Merthiolate da orquídea”. Ela é indicada para o caso de cortes, especialmente aqueles feitos para remover doenças causadas por fungos – aqueles pontos pretos que ficam na planta! Assim, logo após fazer o corte (que precisa ter uma margem maior do que apenas o local do fungo), aplique canela em pó no local!