Vaso ideal

As orquídeas precisam realizar trocas de vaso de vez em quando. Isso ocorre normalmente em fases de necessidade de replantio ou plantio de mudas novas. O tipo do vaso vai depender do tipo da sua planta. Você precisará estar atento a:

1) Clima da região;
2) Substrato utilizado;
3) Tempo disponível.

Vasos comuns
precisam de drenagem adequada e fluxo de ar ideais para o desenvolvimento saudável da orquídea.

Cachepôs ou barro:

– Se você possui um bom tempo disponível para molhar seu jardim, então poderá optar por vasos tipo cachepô ou de barro. Esses dois tipos secam muito rápido, por isso dependem de um cuidado maior com a rega;

– Se a região é muito chuvosa também são uma boa opção;

– Precisam de mais cuidados no caso de reutilização por possuírem poros. Eles podem esconder bactérias e fungos;

– Os vasos de barro precisam ficar imersos em água antes de receber sua orquídea.

Plástico:

– Se você não tem muito tempo, utilize vaso de plástico que retém água por mais tempo;

– Se a região é muito seca e quente;

– São mais indicados para reutilização pela facilidade de higienização e esterilização;

– Comportam melhor as flores de Phalaenopsis.

– Os vasos de plástico transparente são ótimos pois pode-se visualizar as raízes da orquídea e suas cores, que indicam as condições da rega.

Indicados:

Phalaenopsis: gosta de umidade e faz fotossíntese pelas raízes. Se seu clima é muito chuvoso e úmido, faça furos em toda a lateral do vaso para facilitar a secagem.

(http://sitiokolibri.com.br://cynthiablanco.blogspot.com.br/2012/03/qual-o-melhor-vaso-acerte-na-escolha.html)