Cuidar de orquídeas pode combater a depressão.

Você sabia que cuidar de orquídeas e plantas em geral ajuda no combate a depressão? Mesmo que você não esteja passando exatamente por isso, ainda assim consegue sentir o quanto cuidar de orquídeas traz o sentimento de dever cumprido e felicidade, não é?  Essa prática ocupa o seu tempo de forma sadia, te ajuda a desenvolver novas habilidades e aciona seu auto-reconhecimento diante dos progressos e resultados obtidos.

Durante os cuidados com orquídeas, a pessoa tem oportunidade de refletir sobre a vida com foco e tranquilidade, similar à prática de meditação.

 

Além disso, existem de fato evidências científicas de que cuidar de orquídeas e plantas em geral ajuda no combate à depressão: A bactéria da felicidade.

É em um micro-organismo, a Mycobacterium vaccae, que tem propriedades antidepressivas e está presente no esterco da vaca. Isso mesmo! A pessoa tem contato com ela na terra adubada!

 

Segundo o pesquisador Chris Lowry, da Universidade de Bristol, entrevistado pela BBC, essa bactéria consegue estimular a produção de serotonina ao ser inalada, ela é o hormônio responsável por nos deixar felizes.

 

Uma outra pesquisa realizada na Universidade do Alabama, mostrou que pessoas que fizeram atividade ao ar livre em áreas verdes tiveram autoestima e humor mais elevados em relação aos que fizeram exercícios em áreas urbanas, ou seja, o simples fato de estar inserido em um ambiente repleto de  plantas e terra já trazem naturalmente mais alegria.

 

Portanto, o hábito de cuidar de plantas, mexer na terra e no substrato, sem medo de se sujar um pouco, ajuda na manutenção dos hormônios da felicidade.

 

Essas práticas, dão um suporte no stress da rotina, ou para aqueles que passam por uma crise emocional.

Atenção essas práticas ajudam bastante, mas não eliminam a necessidade buscar a ajuda de um profissional da área médica, que continua sendo fundamental na luta contra a depressão.