3 coisas para tirar as manchas da sua orquídea

Se tem uma coisa que assusta os orquidófilos de plantão são as manchas nas folhas das orquídeas! É só surgir uma mancha na planta que muita gente já fica preocupado e se desespera!

Os motivos para as manchas podem ser vários, mas existem algumas medidas que podem ser tomadas para evitar a proliferação dessas manchas, especialmente as mais simples. Por isso, hoje é dia de aprender um pouco mais sobre isso.

No canal do Youtube do Sitio Kolibri, temos um vídeo bem completo que explica os nomes das manchas e ensina como retirar! Mesmo assim, vamos resumir um pouco do que está lá, antes de apresentar algumas ideias diferentes!

 

Nomes difíceis:

Manchinhas escuras com bordas amarelas são as Cercósporas, enquanto que manchas amarelas grandes são chamadas de Antracnose. Aquela mancha podre na base do caule e uma mancha gelatinosa e feia também recebem nomes difíceis. A semelhança entre elas é que todas são doenças com origem em fungos e em bactérias.

 

Planta enrugada e pálida caracteriza Virose

 

Esta mancha é típica das Pseudomonas

 

Manchas no cause da orquídea: fusarium

 

Erwinia: nome das manchas que na verdade formam uma gosma

 

Cercóspora: manchas pequenas escuras e cercadas de amarelo

 

Mancha escura que forma desenhos anelares e amarelada ao redor: Antracnose

 

Doença sem cura:

Conforme você pode ver no vídeo, existe apenas uma dessas doenças que não tem cura: a virose que causa folha enrugada e pálida: neste caso, é importante separar a orquídea doente imediatamente das outras!

 

Mas, então, no caso das manchas que têm cura, quais os remédios? Além do que é ensinado no vídeo, existem alguns que podem ajudar a combater estas doenças!

 

1- Chá de cavalinha

Sabe aquela planta medicinal popularmente chamada de cavalinha? Se você não conhece, é só perguntar nas lojas especializadas ou na feira! Faça chá com esta erva (fresca ou seca) e borrife o chá nas folhas da sua orquídea, especialmente nos locais das manchas! Com o tempo, elas vão diminuir.

 

2- Leite de magnésia

Utilize uma colher de leite de magnésia e dilua em um litro de água. Depois, borrife nas folhas com uma frequência de mais ou menos duas vezes por semana, especialmente se a mancha estiver muito feia. A função do leite de magnésia é que ele possui pH básico e serve para afetar a acidez do ambiente na qual os fungos se desenvolvem.

 

3- Vinagre de maçã

Outra opção é borrifar vinagre de maçã, que também deve estar diluído na proporção de 1 colher de sopa para 1 litro de água. Ele fará a mesma coisa que o leite de magnésia, mas em vez de aumentar o pH, na verdade vai reduzir, já que é um produto ácido.

 

Cuidados para aplicar os remédios

Primeiro, é preciso atentar para o fato de que esses remédios caseiros, ao serem borrifados, não devem se acumular na planta. Evite também fazer isso no meio do dia e prefira dar o remédio no início ou no fim do dia.

 

Outra dica importante: dependendo da quantidade de remédio dado para a sua planta, ao fim do processo você poderá ter que trocar o substrato, já que esses produtos podem acumular. Fique de olho!

 

E se as manchas estiverem muito grandes, a melhor pedida pode ser cortar as folhas! Use uma tesoura esterilizada no fogo e faça o corte com uma margem de segurança (espere a tesoura esfriar). Depois, use própolis ou canela para fechar o ferimento, e se for o caso, procure aplicar o remédio mesmo assim por mais algumas semanas, para garantir que a sua orquídea estará protegida!

 

Confira o vídeo: