Ganhei um vaso de orquídea: o que fazer?

Se você pode dizer a frase “ganhei um vaso de orquídea”, considere-se uma pessoa sortuda! Afinal, além de ter um novo vaso com lindas orquídeas, isso significa que você tem pessoas que gostam de você! Amigos, parentes, filhos e parceiros estão entre aqueles que dão orquídeas de presente, ainda que muitos recebam estas lindas flores de pessoas menos próximas.

“Mas e se eu ganhei um vaso de orquídea e não sei cuidar dela?”. É o que muita gente pergunta! Aqui mesmo no Sitio Kolibri nós recebemos mensagens quase todo dia sobre o que fazer com as orquídeas. Por isso, decidimos reorganizar nossas orientações sobre tudo o que é preciso fazer para que ela seja bem cuidada!

Ah, e lembre-se: é com tempo e paciência que você terá experiência de cuidar destas maravilhosas flores!

Ganhei um vaso de orquídea! Siga estes passos:

 

1- Não tire do vaso

Quem ganhou a primeira orquídea e ainda não sabe cuidar dela tende a achar que deve trocar de vaso. MAS NÃO PODE FAZER ISSO! O vaso de plástico no qual vem a sua orquídea é tudo o que ela precisa! Primeiramente, entenda: orquídeas NÃO FICAM NA TERRA, e sim em um substrato como o que vem no vasinho. Depois, é preciso que você saiba: ela só vai precisar de um vaso novo quando as raízes estiverem apertadas ou o substrato ficar podre, o que pode demorar MAIS DE UM ANO! Ah, e por fim, lembre-se: NUNCA FAÇA UMA TROCA DE VASO DURANTE A FLORADA, por isso é importante esperar as flores caírem todas.

 

2- Ventilação e pouco sol

Orquídeas gostam de ambientes frescos e com pouco sol! Por isso, o primeiro passo a tomar é deixa-la em um local fresco da casa onde não tenha muito sol. Geralmente a sala de estar para os vasos floridos é uma boa pedida. Há quem prefira a cozinha, o hall de entrada ou até mesmo uma varanda coberta.

 

3- Pode adubar, só não exagere!

Existem diversos adubos no mercado. O ideal é aplicar os fertilizantes chamados de “NPK 10:10:10” ou “NPK 20:20:20”. Estes números representam a proporção dos nutrientes que estão presentes: nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). Não aplique esse adubo mais que uma vez por mês! Além disso, não é preciso adubar sua orquídea assim que ela chega, pois ela certamente chegará mais saudável.

 

4- Rega semanal

Nunca é demais lembrar: uma orquídea fica feliz com regas semanais, mas pode regar mais no calorão, e até um pouco menos durante o frio! O que não pode é encharcar a raiz: ela precisa estar apenas úmida, e nunca com água acumulada no pratinho ou cachepô (aquele “vaso sem furos” onde você pode inserir o vaso de plástico)! Por isso, deixe a água cair e depois escorrer pelos buraquinhos do vaso.

Folhas: regar orquídeas não pode se tornar um bicho de sete cabeças

 

5- Não precisa cortar, mas pode

Nós já falamos sobre as hastes de orquídeas em diversos textos aqui no blog, e temos uma seção inteirinha só para ela! O mais importante para se saber é que elas podem ser cortadas no meio, completamente, ou apenas o que ficar seco. Ah, e tem quem deixe a haste seca lá, no mesmo lugar: é tudo uma questão de escolha, e não existe certo ou errado.