No Equador, uma orquídea nova pode estar desaparecendo!

Você sabia que tem uma nova espécie de orquídea que pode ser extinta, mesmo tendo sido descoberta há pouco tempo? Tudo por culpa do aquecimento global.

A nova espécie de orquídea, que foi encontrada em uma floresta no norte do Equador, tem cores fortes e aparência bem diferente. Ela foi descoberta em 2003 por um fotógrafo chamado Alex Portilla. Ele trabalhava para uma empresa de cultivo de orquídeas, e foi por meio dela que essa planta começou a ser comercializada com o nome de Maxillaria sanderiana ‘xanthina’, mudando de nome um tempo depois. Hoje, o nome dela é Maxillaria anacatalina-portillae, devido ao nome da filha do descobridor da planta, que se chama Ana Catalina.

Especialistas da Universidade de Gdańsk, na Polônia, foram os responsáveis por analisar profundamente esta espécie.

Hoje, segundo um estudo publicado em fevereiro no periódico PhytoKeys, sabemos que as mudanças climáticas podem contribuir para o desaparecimento dela.

Um pouco mais sobre o aquecimento global

Com o aquecimento global e o aumento intensificado da temperatura média do planeta Terra, causado pelo uso de combustíveis fósseis, o desmatamento, as queimadas e as atividades industriais. Como consequência, os especialistas explicam que veremos ocorrer, nas próximas décadas, a mudança na composição da fauna e da flora em todo o planeta, o derretimento de grandes massas de gelo das regiões polares (e o consequente aumento do nível do mar), além do aumento de casos de desastres naturais e extinção de espécies – como é o caso aqui. As espécies podem ser extintas por não se adaptarem à nova temperatura, mas também pela desertificação de certas áreas ou secas frequentes, por exemplo. Alguns animais podem fazer migrações que mudarão o equilíbrio da natureza, afetando até mesmo a produção de alimentos.

.

*imagens do site Galileu