Que tipo de apaixonado por orquídeas é você?

Apaixonado por orquídeas? Muita gente é assim, e não vê a hora de comprar cada vez mais vasos de orquídeas, sejam elas Phalaenopsis (como as que temos aqui no Sítio Kolibri), sejam elas de outras espécies.

Mas nem todo mundo é apaixonado por orquídeas da mesma forma. Alguns são do tipo de que fica admirando muito as plantas, enquanto outros já preferem estudar cada detalhe delas. Por isso, tentamos separar os tipos de pessoas que amam orquídeas.

Confira na lista abaixo qual destes é você:

 

Admirador

A apaixonado por orquídeas do tipo “admirador” é aquele que não se cansa de parar na frente delas para ficar olhando, reparando em cada detalhe e cada milímetro de crescimento ou desenvolvimento da planta.

Cortador

Diferente dos que deixam as hastes “darem sua resposta”, o apaixonado por orquídeas Cortador é aquele que corta a haste sempre que as folhas se vão. Isso ajuda a poupar a energia da orquídea e dá mais tempo para que ela volte a dar flores, mas quando ela volta, é com mais força do que a da haste secundária!

 

Conhecedor

Nada de regar e fazer o básico: o Conhecedor está sempre estudando sobre o funcionamento das orquídeas, participando de “lives”, estudando biologia das plantas e até comprando livros de botânica! Ele não se contenta com o básico e quer saber mais e mais!

Fotógrafo

Não basta ter uma conta do instagram: o “Fotógrafo” apaixonado por orquídeas vai postar o desenvolvimento das suas flores todos os dias, encher seu perfil de imagens das flores, seja de perto ou de longe. Se for um profissional, se prepare: vai ter foto com lentes incríveis e tratamento minucioso no computador, fazendo as orquídeas parecerem estrelas de cinema.

 

Rústico

Por fim, o apaixonado por orquídeas do estilo Rústico vai deixar as flores no jardim, regar com a mangueira, deixar as hastes secarem sem mexer nelas, e misturar vários tipos de plantas. O Rústico está sempre com as mãos sujas, inventando receitas caseiras e deixando que as orquídeas se pareçam com as que estão na natureza: sempre rústicas, raladas e sem medo de tomar um sol a mais ou perder folhas naturalmente, se for preciso.